Relatório de
sustentabilidade

2018

Perfil

GRI 102-1; 102-2; 102-3; 102-5; 102-6; 102-7

Indústria metalúrgica, a Paranapanema S.A. é a única empresa brasileira a transformar o cobre mineral em metal por meio do processo de fundição e refino de cobre primário.

Também atua na produção de semimanufaturados de cobre e suas ligas (latão e bronze).

Possui três unidades operacionais. Em Dias d’Ávila (BA) - matriz da Companhia -, produz e comercializa, sob a marca Caraíba, cátodos, fios trefilados e vergalhões, além dos coprodutos de cobre, como a lama anódica, oleum, e ácido sulfúrico 98% e 45%3, que são comercializados por meio da marca Paranapanema. Em Santo André (SP), com a marca Eluma, fabrica e vende produtos de cobre e suas ligas, como laminados, tubos, arames e barras. E em Serra (ES), também sob a marca Eluma, produz as conexões de cobre e bronze.

A logística de transporte e entrega desses itens é feita pelo Centro de Distribuição de Produtos de Cobre Ltda. (CDPC), empresa sob seu controle, a partir de operações na Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro.

No final de 2018, contabilizou 672 clientes atendidos no Brasil e em outros 24 países, carteira formada por grandes indústrias dos segmentos automobilístico, eletroeletrônico, de máquinas e equipamentos, por exemplo.

Fundada em 1961, a Paranapanema se tornou companhia de capital aberto dez anos depois, e atualmente negocia suas ações no Novo Mercado da B3, ambiente de listagem que reúne empresas que adotam, de forma espontânea, práticas diferenciadas de Governança Corporativa. A Paranapanema também é a única empresa brasileira com cátodos registrados na Bolsa de Metais de Londres (LME, na sigla em inglês) e na Bolsa de Metais de Shangai (SHMET, também na sigla em inglês), o que permite que o material seja transacionado em mercados internacionais.

3O ácido sulfúrico 98% é utilizado nas indústrias química, de fertilizantes, sucroalcooleira e de papel e celulose, além de ser empregado no tratamento de efluentes. Já o ácido sulfúrico 45% é demandado pelo segmento agrícola, por exemplo.

  • Única produtora brasileira de cátodo
  • Maior produtora brasileira de fios e vergalhões
  • 3º maior produtor do Brasil de ácido sulfúrico e o maior da região Norte e Nordeste¹
  • 4ª maior empresa do Estado da Bahia²
  • 110ª maior empresa do país²

¹Congresso Brasileiro de Ácido Sulfúrico 2017 (COBRAS)

²Fonte: Maiores e Melhores da revista Exame

Um pouco mais sobre as unidades

Missão, Visão e Valores

GRI 102-16

Missão

Garantir a produção de cobre e suas ligas, com sustentabilidade e valor percebido por colaboradores, acionistas, clientes e fornecedores.

Visão

Ser uma Empresa classe mundial, reconhecida pela competitividade de seus custos e pela excelência de seus produtos e serviços.

Valores

  • Motivação para conquistar e manter clientes.
  • Capacidade de crescer com sustentabilidade.
  • Ética exemplar nas relações internas e externas.
  • Criatividade e inovação para alcançar a excelência.
  • Dedicação de todos para enfrentar e vencer desafios.
  • Relação de trabalho baseada em confiança e respeito.
  • Capacidade de adaptação para superar as adversidades.

O Caminho da transformação do cobre

GRI 102-9

O cobre e sua utilidade

Metal mais antigo do mundo, o cobre está presente nos mais diversos objetos e manufaturas, desde moedas, utensílios domésticos, instrumentos musicais de sopro e percussão e joias, até botões e alfinetes. Também é importante para a indústria, como a automobilística e a eletrônica, e em serviços, como saúde e construção civil. Pela eficiência na condução de energia, a quantidade do metal encontrada em carros elétricos pode ser até três vezes maior que a utilizada em automóveis a combustão. Todos esses atributos fazem do cobre o terceiro metal mais usado pela indústria no mundo, atrás apenas do alumínio e do ferro. Confira algumas formas de utilização do cobre:

  • Na construção civil, está nas estruturas, esquadrias, reforços e instalações sanitárias, pelo fato de ser flexível, adaptável e reciclável. Resistente a altas temperaturas, é muito aproveitado na rede hidráulica de água quente.
  • No setor de energia, é amplamente utilizado pela elevada condutividade elétrica e resistência às altas temperaturas que apresenta.
  • Na eletroeletrônica, a capacidade de armazenar energia faz com que dispositivos como baterias de íons de lítio, volantes e geradores dependam muito dele para operar. Também é aplicado em cabos e fios de telecomunicação, além de motores e transformadores.

O DESENVOLVIMENTO DE ENERGIA RENOVÁVEL TRAZ NOVAS OPORTUNIDADES PARA O COBRE. PELA EXCELENTE CONDUTIVIDADE QUE APRESENTA, O METAL PODE AUMENTAR SIGNIFICATIVAMENTE A EFICIÊNCIA DOS EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS, DE FORMA A OBTER A MÁXIMA EFICIÊNCIA NA GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA, GERANDO MENOS IMPACTO AO MEIO AMBIENTE. TAIS CARACTERÍSTICAS FAZEM COM QUE SEJA AMPLAMENTE UTILIZADO EM SISTEMAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA A PARTIR DE FONTES RENOVÁVEIS, COMO GERADORES SOLARES, EÓLICOS E HIDRELÉTRICOS.

Fonte: https://www.procobre.org/pt/noticias/energia-renovavel-um-impulso-sustentavelpara-a-industria-do-cobre/

  • Na automotiva, está nos fios, conectores, freios, rolamentos, radiadores e motor. Também é importante na manufatura de veículos elétricos, crucial para motores, fiação e baterias.
  • Na de eletrodomésticos, a eficácia na condução de calor e frio faz com que seja bastante aproveitado em equipamentos refrigerados, como geladeiras e câmaras frias, e em fontes de calor, como aquecedores, fornos, fogão e micro-ondas.
  • Na saúde, é útil em hospitais e em equipamentos médicos pelas propriedades antimicrobianas, além da eficácia comprovada no combate às principais bactérias e fungos que costumam surgir em sistemas de aquecimento, ventilação e ar-condicionado.
  • Na navegação, é usado nos cascos de navios. Combinado com níquel, evita a corrosão da água pelo mar e melhora a eficiência do transporte, o que resulta em menor consumo de combustível.

Germes e bactérias morrem quando entram em contato com materiais de cobre. O metal impede que esses micro-organismos se propaguem e contaminem os ambientes, pois elimina 99,9% das bactérias após 2 horas de exposição, segundo a Procobre. Por isso, diversos locais no mundo (hospitais e aeroportos, por exemplo) contam com a presença dele nas superfícies. O aeroporto de Congonhas, em São Paulo, é um desses casos. Tem o cobre da Paranapanema instalado em guichês e corrimãos para evitar contaminações.